Programa Uruguai
e Suas Fronteiras

Mestrado em Ciências da Saúde

Apresentação

A Atenas College University é uma instituição de ensino superior credenciada nos EUA que oferece 400 cursos distribuídos em programas de extensão, graduação, especialização, mestrado e doutorado. Estes programas são reconhecidos em diversos países e estão beneficiando estudantes do mundo inteiro.

Com a metodologia  de  ensino  à  distância,  o  Mestrado  em   Ciências  da  Saúde  foi concebido  para  o  desenvolvimento  de  competências  nas  áreas da  fisiologia  humana  e saúde pública (epidemiologia), nutrição funcional, clínica e esportiva.

O mestrado profissional tem a duração de dois anos.

Processo de Seleção dos alunos

A seleção dos alunos é realizada segundo critérios rigorosos de admissão, com base em análise do perfil do candidato por meio de entrevista e análise de currículo. Nosso objetivo é criar grupos com elevado potencial de desenvolvimento e formar verdadeiros líderes do futuro.

O Processo de Admissão resume-se no seguinte processo:

  • – Preenchimento do formulário de inscrição;
  • – Entrevista;
  • – Análise do Currículo.

Requisitos de Admissão

Os candidatos para o mestrado devem atender aos seguintes requisitos:

  • Habilidades relacionadas ao curso.
  • Dedicação intensiva.
  • Será valorado positivamente a experiência profissional, embora não seja requisito essencial.
  • Análise da documentação do candidato.

Diferenciais

O curso conta com os seguintes diferenciais:

bg_classrom1
bg_management1
bg_distance1

Aprendizagem Prática

Professores com experiência nas áreas específicas

Diagnóstico e desenvolvimento de Competências Comportamentais

Associação Teoria e Prática – O diferencial que o profissional necessita

Estamos numa sociedade tecnológica, de consumo e de informação. O objeto de consumo mais cobiçado é o conhecimento. Todos fazemos parte deste contexto. Dessa forma, evoluímos nossa maneira de dar e receber informações. O ensino, em hipótese alguma, pode ser apresentado de forma passiva, onde o aluno apenas receba os conteúdos ofertados pelo professor. Nosso mestrado é completamente inovador, oferecendo a possibilidade de unir os conceitos à prática de gestão durante todo o curso. Os alunos têm acesso às disciplinas com livros digitais e aulas gravadas, e usam os conteúdos destes materiais no desenvolvimento de competências nas áreas da saúde e ainda podem participar de palestras, workshops e/ou seminários realizados na cidade de Rivera – Uruguai.

Professores com experiência nas áreas específicas

A equipe acadêmica do Mestrado em Ciências da Saúde é composta pelos seguintes professores:

Prof. Dr. Márcio Rabelo Mota

MINI-CURRÍCULO:

Possui   graduação   em   Educação   Física,   Especialista   em   Treinamento   de Força e Musculação, Mestrado, Doutorado e Pós-Doutorado em Educação Física. Atualmente é professor  universitário  e  coordenador  da  pós-graduação  lato  sensu  em  fisiologia  do exercício  treinamento  desportiva  aplicada  a  nutrição  esportiva  do  Uniceub.  Tem experiência em  medicina  chinesa  Acupuntura.    Elaboração  de  projeto  de  iniciação científica – PIBIC/CNPQ, desde 2008, na área da Saúde/Educação Física, com ênfase em treinamento  físico  para  grupos  especiais  (idosos,  hipertensos,  diabéticos,  obesos  e Parkinson).

Profa. Dra. Renata Aparecida Elias Dantas

MINI-CURRÍCULO:

Doutora em Ciências da Saúde (2013), possui graduação em Licenciatura em Educação Física  pela  Universidade  de  Brasília  (1995),  é  mestre  em  Ciências  da  Saúde  pela Universidade  de  Brasília  (2002).  Atualmente é  professora  do  Centro  Universitário  de Brasília – UniCEUB, e da Faculdade de Ciências e Tecnologias de Unaí. Tem experiência na   área   de   Educação   Física,   com   ênfase   em   Aprendizagem   Motora,  atuando  principalmente  nos  seguintes  temas:  Metodologia  da  Ginástica,  Desenvolvimento  e Aprendizagem  Motora,  Medidas  e  Avaliação,  Pedagogia  da  Dança  e  Aptidão  Física relacionada à Saúde. Coordenadora do Grupo de pesquisa em Atividade Física, Saúde e Qualidade de Vida (vinculado ao CNpq) do Curso de Educação Física do UniCEUB.

Prof. Dr. Alessandro de Oliveira Silva

MINI-CURRÍCULO:

Doutor em Educação Física pela Universidade Católica de Brasília – DF (2013). Mestre em  Gerontologia  pela  Universidade  Católica  de  Brasília  –  DF  (2008).  Atualmente  é professor dos cursos de Educação Física e Medicina do Centro Universitário de Brasília (UniCEUB), avaliador do BASIs (INEP), pelo Sistema Nacional Educação Ensino Superior nas modalidades Autorização e Reconhecimento Institucional de Cursos de Graduação, Reconhecimentos   de   Cursos   e   Renovação   de   Reconhecimentos   de   Cursos.  Tem experiência  na  área  de  Educação  Física,  com  ênfase  em  Terceira  Idade,  Grupos Especiais  e  Treinamento  de  Força,  atuando  principalmente  nos  seguintes  temas: variáveis  do treinamento  de força e periodização,  fisiologia do  exercício,  imunologia, inflamacao e composição corporal.

Prof. Dr. Marcelo Guimarães Bóia do Nascimento

MINI-CURRÍCULO:

Possui graduação em Licenciatura Plena em Educação Física pela Universidade de Brasília   (1991),   especialização   em   biomecânica   do   movimento   humano   (UnB), especialização   em   musculação   e   treinamento   de   força (UGF),   mestrado em Educação   Física   pela   Universidade   Católica   de   Brasília   (2001) e  Doutorado em Educação  física  pela  Universidade  Católica  de  Brasília (2010).  Atualmente  é  Diretor presidente   da   MB   Assessoria Esportiva   e    Coordenador   dos cursos  de Licenciatura e Bacharelado em Educação Física do UniCEUB – Centro Universitário de Brasília. Docente das disciplinas: cineantropometria, fisiologia do exercício, atividades físicas em academias e personal trainer. Tem experiência na área de Educação Física, com  ênfase  em  personal  trainer,  cineantropometria,  fisiologia  do  exercício,  limiar anaeróbico, musculação e treinamento de força.

Prof. Dr. Herbert Gustavo Simões

MINI-CURRÍCULO:

Bacharel  em  Educação  Física  pela  Universidade  Estadual  Paulista  Júlio  de  Mesquita Filho (1994), Mestrado e Doutorado em Ciências Fisiológicas pela Universidade Federal de  São  Carlos  (2002),  com  Estágio  Doutoral  no  Laboratory  of  Food,  Nutrition  and Exercise Sciences na Florida State University, com apoio FAPESP. Realiza pós-doutorado na University of Miami, Miller School of Medicine, supervisionado pelo Dr. John E. Lewis, sobre tecnologias não invasivas para detecção precoce da pré-disposição ao diabates e hipertensão arterial, com bolsa CNPq. Diretor Licenciado do Programa de Mestrado e Doutorado em Educação Física da Universidade Católica de Brasília desde 2009, o qual evoluiu  para  Conceito  5  no  último  resultado  da  trienal/CAPES  de  2013.  Bolsista  de Produtividade  em  Pesquisa  PQ1-B  do  CNPq  e  Membro  do  Conselho  da  FAP-DF.  Tem experiência  em  Fisiologia  Humana  Geral  e  Fisiologia  do  Exercício,  com  ênfase  em Avaliação  Funcional  e  Respostas  Glicêmicas  e  Hemodinâmicas  ao  Exercício.  Atua principalmente   nos   seguintes   temas:   Efeitos   hipotensores   e   hipoglicemiantes   do exercício; Avaliação funcional a partir das respostas do lactato sanguíneo, glicemia e de variáveis  ventilatórias  em  atletas  e  não-atletas,  bem  como  em  populações  especiais (diabéticos, idosos, obesos e hipertensos). Atua como treinador de atletas na categoria Master,   além   de   ser   também   atleta   de   atletismo   desde   os   14   anos   de   idade. Atualmente,  como  atleta  Master,  foi  Campeão  Mundial  dos  400m  com  barreiras  e Vice-Campeão Mundial dos 110m com barreiras categoria 40-44 anos, do 20th World Masters Athletics Championship, sendo recordista Sul-Americano em ambas as provas.

Profa. Dra. Ana Cláudia de Souza

MINI-CURRÍCULO:

Doutora em Patologia Molecular pela Universidade de Brasília, graduada e mestre em Odontologia   pela   Universidade   Federal   de   Uberlândia.   Possui   pós-graduação em Docência no Ensino Superior pela Faculdade LS – Brasília.

Objetivos do curso e perfil do profissional a ser formado

O Mestrado tem como objetivo estimular a produção de conhecimento no campo das Ciências   da   Saúde,   bem   como   formar   pessoas   capazes   de   ter   autonomia   e independência de ação no campo acadêmico e científico.

O objetivo geral do Programa é formar profissionais capazes de elaborar projetos de pesquisa   e   programas   de   saúde   pública   amparados   no   estado   da   arte   dos conhecimentos científicos. Assim, busca-se constituir instrumentos para compreender o  processo  saúde-doença,  analisar  os  resultados  obtidos  e  elaborar  políticas  para intervir  na  vida  das  coletividades.  O  Programa  visa  à  formação  em  saúde  pública  de docentes, pesquisadores e profissionais de saúde.

Os formandos do Mestrado em Ciências da Saúde deverão:

a) Identificar problemas que afetam a saúde e o bem-estar das populações;

b) Realizar projetos de investigação de forma original e inovadores que permitam o avanço do conhecimento científico;

c) Definir, estabelecer e gerenciar programas e políticas públicas que promovam avanço  científico  no  campo  da  saúde  coletiva,  e  que  contribuam  para  uma melhor qualidade de vida das populações.

Áreas de Concentração

Ciências da Saúde e Fisiologia Humana:

O Projeto tem por objetivo desenvolver a pesquisa básica e clínica nas diversas áreas da saúde e formar recursos humanos qualificados para a docência em grau superior, a pesquisa e o atendimento da demanda profissional dos setores públicos e privados.

Linhas de Pesquisa

São cinco linhas de pesquisa distintas que configuram este projeto:

 

Saúde Pública (epidemiologia) e Nutrição funcional clínica e esportiva

O objetivo geral do Programa é formar profissionais capazes de elaborar projetos de pesquisa   e   programas   de   saúde   pública   amparados   no   estado   da   arte dos conhecimentos científicos. Assim, busca-se constituir instrumentos para compreender o  processo  saúde-doença,  analisar  os  resultados  obtidos  e  elaborar  políticas  para intervir  na  vida  das  coletividades.  O  Programa  visa  à  formação  em  saúde  pública  de docentes,  pesquisadores  e  profissionais  de  saúde.  Além  da  formação  de  recursos humanos para docência e pesquisa, tanto básica/experimental como aplicada, e para a atuação em políticas públicas em alimentação e nutrição clínica, funcional e esportiva, buscando  contribuir  para  o  avanço  da  ciência  e  para  a  promoção  da  saúde  da população.

 

Investigação de agravos crônicos à saúde

Agrega pesquisadores interessados em estudos epidemiológicos, pré-clínicos e clínicos voltados  ao  diagnóstico,  mecanismos  fisiopatológicos,  prevenção  e  tratamento  de doenças  crônicas  não  transmissíveis,  doenças  e  agravos  de  origem  inflamatória  e alérgica, e outros agravos crônicos à saúde, bem como ao desenvolvimento de novas técnicas, protocolos e produtos para este fim.

 

Estudos e desenvolvimento de medicamentos e produtos para a saúde

Agrega  pesquisadores  interessados  em  realizar  investigações  pré-clínicas  e  clínicas relacionadas  ao  desenvolvimento  e  à  avaliação  da  atividade  biológica  de  extratos, fármacos,  formas  farmacêuticas  de  liberação  modificada  e  produtos  odontológicos, bem como estudos de utilização e uso racional de medicamentos. 

 

Neurociências

Agrega  pesquisadores  interessados  em  estudos  pré-clínicos  e  clínicos  direcionados  à investigação  de  mecanismos  fisiopatológicos  de  distúrbios  que  acometem  o  sistema nervoso, visando prevenção, diagnóstico e tratamento.

 

Ciências do Esporte

O  programa  tem  como  objetivos  específicos  formar  pesquisadores  e  professores, sendo estes principalmente para o ensino superior; produzir conhecimento científico na  área  das  Ciências  do  Esporte  que  também  possa  ser  utilizado  por  treinadores,  e permitir  o  desenvolvimento  de  tecnologia  de  alto  nível,  que  pode  contribuir  para  a otimização do treinamento esportivo para o atleta e grupos especiais.

Público-alvo

a) Profissionais de nível superior em áreas das Ciências da Saúde interessados em desenvolver a  pesquisa  básica  e  clínica  nas  diversas  áreas  da  saúde,  e  formar recursos humanos qualificados para a docência em grau superior, a pesquisa e o atendimento da demanda profissional dos setores públicos e privados.

b) O público-alvo deverá ser possuidor de diploma em curso de Superior.

Matriz Curricular

Unidade Curricular

1 – Epidemiologia básica

2 – Epidemiologia serviços de saúde

3 – Intervenções não farmacológicas em ciências da saúde

4 – Metodologia da Pesquisa

5 – Políticas públicas de saúde

6 – Alimentos, nutrição, doenças metabólicas e crônicas

7 – Tópicos especiais em ciências da saúde

8 – Métodos quantitativos em pesquisas na área de saúde

9 – Nutrição e atividades física

10 – Seminário de análise de projetos de pesquisa

11 – Educação e Saúde

12 – Bioestatística em ciências médicas

13 – Epidemiologia clínica

14 – Tópicos especiais imunologia

15 – Síndrome metabólica

16 – Dimensões sociocultural da fisiologia clínica relacionadas à saúde

17 – Fisiologia clinica do exercício físico

18 – Tópicos especial em fisiologia clínica

19 – Seminário de dissertação

Ementas das Disciplinas

Epidemiologia básica

Estuda  conceitos,  métodos  e  usos  de  epidemiologia;  estuda  a  quantificação  de problemas   de   saúde.   Analisa   os   elementos   da   epidemiologia   descritiva e os métodos de estudos de agravos a saúde na população. Discute o enfoque de risco: grupos e fatores. Promove a realização de estudo epidemiológico de campo. Analisa a  epidemiologia  das  doenças  infecciosas  e  das  não  infeccionassem  geral.  Estuda particularmente a epidemiologia e o controle das grandes endemias de transmissão vetorial.

Epidemiologia serviços de saúde

História  e  evolução  da  epidemiologia.  Usos da epidemiologia.  Processo saúde  e doença. Principais indicadores de saúde e qualidade de vida. Transição demográfica e epidemiológica. Epidemiologia Descritiva: variáveis relativas às pessoas, ao lugar e ao tempo Epidemiologia aplicada aos serviços de saúde: vigilância epidemiológica. Aspectos  epidemiológicos  das  doenças  infecciosas  e  não  infecciosas.  Noções de saneamento básico e saúde pública. Políticas de saúde. Fontes de dados e Sistemas de Informação em Saúde.

Intervenções não farmacológicas em ciências da saúde
Desenvolvimento  do  conhecimento  sobre  o  tratamento  não-farmacológico  dos fatores  de  risco  para  aterosclerose,  em especial  as  dislipidemias,  com  ênfase  em intervenções nutricionais. Estudo da epidemiologia, etiologia, fisiopatologia, história natural  e  evolução  clínica  de  pacientes  com  hipertensão  arterial  resistente; novos métodos   de   avaliação   dos pacientes   hipertensos:   investigação   da   reatividade microvascular e seu papel na fisiopatologia da hipertensão arterial.

Metodologia da Pesquisa
Fundamentos  da  Metodologia  Científica.  A  Comunicação  Científica.  Métodos  e técnicas de pesquisa. A comunicação entre orientados/orientadores. Normas para Elaboração  de  Trabalhos  Acadêmicos.  O  pré-projeto  de  pesquisa.  O  Projeto  de Pesquisa. O Experimento.  A organização de texto científico (Normas ABNT).

Políticas públicas de saúde
A formulação de políticas de saúde. Processo saúde-doença. Histórico das políticas de  saúde  no  Brasil.  Organização  e  Funcionamento  do  Sistema  Único  de  Saúde. Modelos de Atenção à Saúde. As políticas de saúde como indutoras para a formação e o trabalho das ocupações de nível médio em saúde.

Alimentos, nutrição, doenças metabólicas e crônicas
Terapia    Nutricional    Enteral    e    Parenteral.    Dietoterapia    nas    enfermidades cardiovasculares. Dietoterapia nas nefropatias agudas e crônicas. Dietoterapia nas litíases    urinárias    e    gota.    Dietoterapia    nas    queimaduras.    Dietoterapia    no traumatismo.  Dietoterapia  no  pós-operatório.  Dietoterapia  nos  erros  inatos  do metabolismo.    Dietoterapia    na    alergia    alimentar.    Dietoterapia    nas doenças neoplásicas. Dietoterapia na AIDS. Dietoterapia nas doenças do sistema nervoso.

Tópicos especiais em ciências da saúde
Políticas  de  saúde.  Programas  de  saúde.  Biologia  da  saúde.  Pesquisa  em  saúde coletiva.  Os  movimentos  em  saúde  coletiva.  Avanços  em  saúde  coletiva.  Micro pecuária.  O  vínculo  homem-animal.  Sistemas  em  saúde  coletiva.  Planejamento  e administração em saúde.

Métodos quantitativos em pesquisas na área de saúde
Apresentação e discussão de métodos de pesquisa (qualitativo, quantitativo e quali-quantitativo). Estratégias de produção de dados. Processos de criação e estratégias de criar. Análise e discussão de dados e modelos de tecnologias, políticas, registro, testagem.

Nutrição e atividades física
Conhecimentos  básicos  de  alimentação  e  nutrição,  função  dos  alimentos  e  suas necessidades.   Importância   de   alimentos   adequados   no   período   de   treino, competição e recuperação do atleta bem como na prevenção de doenças crônicas não   transmissíveis.   Conceitos   de   nutrição   integrados   à   prática   da  principal abordagem.  O  estudo  dos  nutrientes,  suas  funções  e  fontes  relacionando  estes  à prática  de  esportes.  Integração  do  metabolismo  energético  e  as  repercussões  da alimentação  sobre  a  prática  de  atividade  física. Estudo  da  relação  da  alimentação com o controle do peso.

Seminário de análise de projetos de pesquisa
Análise dos  projetos  de  investigação  dos  mestrandos.  Relação  lógica  entre  os procedimentos     investigativos,     os      referenciais      teóricos,     as      concepções epistemológicas   e   as   abordagens   teórico-metodológicas   da   pesquisa  que  os fundamentam. Sessões de acompanhamento e orientação.

Educação e Saúde
Concepção  de  educação,  saúde,  sociedade  e  cidadania,  a  partir  das  perspectivas educacionais  existentes  na  saúde.  A  educação  em  saúde  no  processo  de  trabalho como geradora de um ser saudável e comprometido com o autocuidado individual e coletivo. 

Bioestatística em ciências médicas
Estatística.  Fases  de  um  Trabalho  Estatístico.  Descrição  e  Apresentação de  Dados. Elementos  de  Probabilidade.  Definição  e  Caracterização  de  Variáveis  Aleatórias. Teoria da Estimação. Testes de Hipóteses. Noções de Amostragem.

Epidemiologia clínica
Utilizar conceitos básicos da Epidemiologia Clinica. Ao final do curso, o aluno deverá estar apto a compreender e aplicar os elementos que fundamentam os métodos de pesquisa  nesta  área.  Dominar  o  conhecimento  referente  às  limitações  destes métodos  e  a  interpretação  de  seus  resultados.  Demonstrar  capacidade  crítica  na avaliação de estudos científicos e projetos de pesquisa na área médica.

 

Tópicos especiais imunologia
Baseado  na  discussão  de  artigos  de  periódicos  recentes  nas  áreas  de  Imunologia Básica  e  Aplicada,  voltado  à  discussão  de  temas  relativos  aos  mecanismos  de indução, ativação e efetores da imunidade inata e/ou da imunidade adaptativa.

 

Síndrome metabólica
A    etiologia    da    Síndrome    Metabólica,    manifestações    clínicas    da    síndrome metabólica,  o  efeito  da  obesidade  no  sistema  cardiovascular,  o  metabolismo  das lipoproteínas   na   obesidade,   a   regulação   da   pressão   arterial   na   obesidade,   a obesidade e a diabetes, a obesidade e a função pulmonar, a obesidade, a artrite e a gota, efeitos da obesidade na função endócrina.

 

Dimensões sociocultural da fisiologia clínica relacionadas a saúde
Abordagem do processo saúde-doença com ênfase nos aspectos psicoemocionais e socioculturais.   Aspectos metabólicos e nutricionais dos alimentos. Implicação  dos nutrientes  nas  doenças  metabólicas  e  no  câncer.  Ação  das  substâncias  “não- nutrientes”  presentes  nos  alimentos,  na  prevenção  das  doenças  metabólicas  e  do câncer.

 

Fisiologia clínica do exercício físico
Introdução   à   Fisiologia   Humana.   Definição   de   homeostasia   e   meio   interno. Mecanismos  de  controle  do  meio  interno.  Introdução  à  Fisiologia  do  Exercício. Respostas  e  adaptações  fisiológicas  ao  exercício  aeróbio.  Consumo máximo  de oxigênio. Limiar anaeróbio. Fisiologia do Exercício aplicada à clínica.

Tópicos especiais em fisiologia clínica
Bioenergética.   Substratos   energéticos   na   realização   do   exercício.   Mecanismos cardiovasculares    de    adaptação    ao    exercício.  Mecanismos    respiratórios de adaptação   ao   exercício.   Mecanismos   sistêmicos   de   adaptação   ao   exercício. Avaliação da Aptidão Cardiorrespiratória e Muscular.

 

Seminário de dissertação
Introdução  à  pesquisa  educacional  com  atenção  à  área  de  ensino  de  ciências. Mapeamento  e  análise  de  produções  recentes  na  área,  principalmente, naquelas afins aos temas de pesquisa dos mestrandos. Tendências teóricas metodológicas da pesquisa educacional. O planejamento de pesquisa.

 

Considerações Finais: O corpo docente é responsável pelo material disponibilizado durante o curso e pode ser alterado segundo as necessidades de desenvolvimento do programa. Os seminários, workshops e/ou palestras que serão desenvolvidos na cidade de Rivera – Uruguai terão seu cronograma estabelecido no período de 15 dias a um mês antes do evento. A matriz curricular e o conteúdo programático poderão ser alterados segundo necessidade de desenvolvimento e adaptação a novas realidades durante o percurso do Mestrado.

WhatsApp Logo